Google + O PIANO NA ESCLEROSE MULTIPLA ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

6 de nov de 2015

O PIANO NA ESCLEROSE MULTIPLA


Oie meus queridos, espero que esteja tudo bem com vocês.
Como contei no post que escrevi na AME, estou preenchendo a minha semana com cursos que sempre quis fazer. Começo a semana  estudando piano, entre os dias do curso de francês, faço o pilates e pra encerrar estou fazendo canto e teatro.
Hoje quero contar como o piano entrou em minha vida  e comecei essa ideia por alguns motivos e um deles tem a ver com a vida com esclerose múltipla.
Quando eu era criança e morava em Brasilia, meus pais colocaram os três filhos dos quatro, na Escola de Musica e a gente adorava passar a tarde ouvindo aquelas aulas de instrumentos, aprendendo a respirar e fazendo teatro. O único problema é que na época tínhamos que estudar um instrumento de cada vez, até chegar no piano, então  tinha que estudar o violino e esse era um verdadeiro drama, porque sofria muito com aquela posição dos dedos e a postura com o queixo retorcido no instrumento....ai, ai, ai, doía.
Foi no início da minha adolescência, que conheci Laura, era uma amiga de minha vizinha que dava aulas de piano em sua casa, e eu me empolguei com a ideia, era perto da minha casa, poderia ir de bike e assim foi, comecei a conhecer o piano e seu som mágico. Adorava pegar a minha Ceci Azul e ir estudar piano.
 Até o dia que minha professora, passou no vestibular e foi morar fora de Brasília. 
E então, a vida foi acontecendo e essa vontade foi deixada de lado.
 Muitos anos depois, agora mulher, recém diagnosticada, que já havia passado pela pulso com ciclofosfamida e estava afastada do trabalho aguardando uma readaptação, tive novamente a vontade de estudar piano.  Pedi a um amigo músico, a indicação de um professor. E lá fui eu, mas confesso a vocês que foi desanimador, o professor me deixava nervosa por estar com dificuldade e talvez por isso eu sentia muita tontura ou vice e versa. Nem me lembro ao certo, apaguei da minha memória.
Depois disso, o piano foi uma vontade deixada no passado. Assumidamente, dizia: acho que não é para mim!
Depois de 7 anos, conversando com a filha da prima do meu pai, que é professora de piano,que me encorajou a voltar a estudar e agora por um motivo além de vontade ou artístico, mas para ganhar outras vias e ajudar o cérebro a se desenvolver.
Então, minha amiga - prima me envia um artigo falando de como aprender piano faz bem pra quem tem EM porque ajuda a criar novas sinapses nos neurônios, como também aprender novas atividades motoras.
Para quem tem uma doença desmielinizante que impede que as sinapses sejam transmitidas, criar novos caminhos é muito importante.
Com a minha antiga vontade de aprender a tocar piano e esse artigo, comecei a fazer aulas com minha amiga-prima agora professora e estou amando.
Fui na consulta com meu doutorzinho (contarei no próximo post) e contei as novidades dos cursos que estou realizando, na hora ele disse: - Piano é muito bom mesmo. Você tem que praticar sempre porque conhece aquela frase né? "Se eu não pratico um dia, eu percebo; dois dias, os críticos percebem; três dias, o publico percebe."
Ainda perguntou: - Mas é aprendendo a ler a partitura e aprendendo a tocar né?
Então começou a me explicar exatamente isso que havia lido no artigo e me incentivou bastante a aprender a tocar.
 Ainda falando de musica, outro dia recebi um artigo de um jornal francês que acompanho, também tratando do beneficio que a musica faz para o cérebro nas doenças neurológicas, vou colocar aqui o que dizia no artigo pois achei interessantíssimo e quero compartilhar com vocês. 

Os Benefícios que a musica faz no cérebro 

Já sabemos que a musica tem efeito de melhorar o emocional dos pacientes, assim liberando endorfina que é analgésico, ou seja, ajudando nas dores, mas agora Dr.Pierre Lemarquis notou que a musica é um instrumento valioso para os transtornos decorrentes da lesão cerebral, escutar suas musicas favoritas ajuda a recuperar a fala nos pacientes vitimas de AVC (acidente vascular cerebral). Repetindo as palavras ou  frases cantando, podem ajudar na afasia (perda da fala).
Um neurologista alemão, entretanto mostrou que reabilita melhor a motricidade de um paciente de AVC ou vitima de um traumatismo craniano, fazendo com que ele aprenda o piano e no caso de rigidez muscular e problemas de equilíbrio na doença de Parkinson, é o ritmo que é utilizado. No caminhar, faz com que o paciente ouça sons regulares sobre os quais ele vai sincronizar os seus passos e então a marcha flui. Dr. Pierre Lemarquis diz que o ritmo do tango faz efeito milagroso nos pacientes.
  Fala- se no despertar da memoria adormecida. Que as propriedades terapêuticas da musica não param por ai.  No cognitivo,ela estimula a quase todas as formas de memoria.O professor Neuropsicólogo Hervé Platel da Universidade de Caen diz que vários estudos tem mostrado que a musica melhora a memoria de curto prazo e a memoria de trabalho. Tem destacado os efeitos na aprendizagem escolar; atenção e concentração, são capacidades reforçadas.
"Também descobrimos em pacientes com doença de Alzheimer, depois de cantar nas oficinas,  como a memória musical é preciosa, acrescentou o especialista. Mesmo em estágios avançados da doença, eles são capazes de aprender novas músicas, então pensamos suas habilidades de memória perdida. "A música parece despertar uma memória adormecida, mas ativa. Finalmente, no nível psicológico, essas oficinas retornam o gosto desses pacientes a se comunicar, mesmo que a música não possa restaurar as funções cognitivas perdidas.
Podemos, no entanto, dizer que a prática musical preserva os efeitos do envelhecimento cerebral? "Esta é uma hipótese que precisa de confirmação, responde Hervé Platel. Mas sabemos que os músicos têm um córtex mais espesso ao nível de hipocampo, que é a porta de entrada da memória . E que a prática de um instrumento também aumenta o número de neurônios nas áreas solicitadas". Questão a seguir, portanto.

Link Original

Ai estão todas as maravilhas que a musica é capaz de nos proporcionar. Porque mesmo não tendo nenhuma dessas doenças, sabemos que nossa Bonitona nos causa lesões no cérebro e também nos deixa com a motricidade mais rígida, portanto logo me identifiquei e mais uma vez fiquei feliz com minhas escolhas. 
Então escolham uma musica preferida, coloquem para ouvir, decorem a letra, tentem seguir o ritmo, batam os pés ou a cabeça no mesmo ritmo e todo dia cantem. Cantem para a memoria, para a marcha, para a fala mas principalmente cantem para a alma!!!!!
Sou uma amante da musica, não consigo viver sem. Por isso escolhi nos meus afazeres piano e canto. O teatro era pra ser musical, mas havia terminado as inscrições. 

Queridos hoje vou deixando vocês por aqui para não cansarem. Espero que tenham gostado.
Mil beijinhos sonoros!!!
Até mais...

OBS: Esse post eu dedico a minha querida professora de piano, amiga prima, que me devolveu a vontade de aprender esse lindo instrumento, com toda a paciência do mundo. Muito obrigada Ana Beatriz. 


6 comentários :

  1. Oi amigos múltiplos Fabi confesso que hoje acordei desanimado a dias não tenho entrado na net, por causa do desanimo, tenho tido dores de cabeça muito chatas que incomodam
    fui ao medico ele me receitou fluoxetina pra me ajudar quanto a ansiedade,
    tenho me sentido mal por não conseguir fazer o que fazia e como fazia as coisas, dificuldades pra raciocinar, para exercer minha criatividade esta muito difícil isso esta me deixando preocupado, sei que tenho que saber lidar com minhas limitações mais pra isso e complicado ja que sou certificado em rede Microsoft designer gráfico webmaster, todo que faço tenho que escrever porque esqueço muito fácil e esta difícil pra mim lidar com a situação, isso tem me deixado nervoso por isso tenho tido surtos periódicos mas lendo esse poste hoje tive uma ideia vou tenta-la pola em pratica e ver no que da ai depois compartilho com vocês o resultado.
    Beijos tenham todos uma ótima semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Josinei,
      Senti mesmo sua ausência. Apesar que eu também estou, afinal tentando lidar com essas atividades e ainda estudar francês. Mas é isso mesmo, raciocínio lento também sofro disso, um pouco de falha na memória... Mas isso é por causa de lesões que tive.
      Gosto de ler sempre que você está lutando, animando e criando alternativas. Me incentiva também!!!
      Fiquei super curiosa para saber da sua ideia, e mesmo sem saber, já lhe dou a maior força!!!
      Você melhorou da vista? Tive a impressão que sim!!!
      Meu marido também é da área de TI sei o quanto é cansativo....
      Obrigada por seu comentário!!!
      Beijos e ótima semana também....

      Excluir
  2. Estou melhor sim não enxergo limpo mais estou conseguindo compreender o que leio
    mais a minha ideia e volta a tocar trombone já toquei muito na igreja ASS de Deus onde frequentei muito tempo vou falar com meu tio que é o maestro la quem sabe ainda tem uma vaga pra mim ouvir musica eu gosto muito tocar eu tocava e ainda ensinava minha esposa e minha filha são saxofonista quem sabe me ajuda também a e minha horta esta legal os Pes mandiocas estão lindos e bem grande logo estarem em tempo de colher estou andando de andador mas não deixo de andar vou tentando ate conseguir andar sem ele arrumei agora um gato pra me distrair me divirto com ele, tenho inveja dele quando ele sobe na arvore e não sabe descer ja ate postei no face eu vou crescer junto com ele.Bjs tenha uma boa semana e também meus amigos múltiplos que estai por ai

    ResponderExcluir
  3. Ah não sei direito porque Josinei mas percebi que você melhorou!!!
    Achei incrível sua ideia, acho que será o máximo voltar a tocar!!!
    Parabéns pelas suas mandiocas, só queria morar perto de você, pra ganhar algumas....rs
    Seu gatinho será um grande companheiro nos melhores e nem nos melhores momentos da vida de sua família.
    Há 6 anos ganhei minha menina Jolie uma gatinha, que mudou minha vida.
    Super boa sorte nos seus projetos....
    Beijinhos
    Fabi

    ResponderExcluir
  4. Oi pessoal!
    Ainda um pouco sem saber o que escrever...
    Mas a EM nos aproxima.
    Gostei bastante da reportagem sobre piano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra, seja bem vinda!!!
      Que bom que gostou do post.
      Juntos somos mais fortes!!!!
      Beijos
      Fabi

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida