Google + DICAS PARA TRANSPORTAR INJEÇÃO ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

13 de jul de 2010

DICAS PARA TRANSPORTAR INJEÇÃO

Oi gente tudo bem? Eu não estou muito bem esses dias, fiquei rouca de repente e com muita dor nas costas. Parece uma gripinha que me deixa bem indisposta. Ontem na casa de mama brincando com as minhas sobrinhas me deu uma tontura forte e a sala de jantar de mama começou a girar, eu disse pra Stella que estava na minha frente me esperando para continuar a brincadeira "peraí que deu tontura na Tia", ela toda preocupada me deu a mãozinha e me ajudou a sentar no sofá, de lá fui pra cama da minha mãe que me disse pra descansar um pouco. Era isso mesmo que eu precisava, ficar quietinha! Na hora a Stella foi pegar a manta dela para me cobrir, "porque é cor de rosa tia" ela disse, achei a coisa mais linda ela cuidando de mim. Ela é uma criança muito preocupada com o bem estar da gente, uma graça!! 
Bom, na madrugada para piorar me deu umas agulhadas nas costas do lado direito e não consegui dormir direito até tomar um dorflex. Essa dor me deixou bem preocupada e me fez lembrar do meu rim. Pois é, acho que nunca comentei aqui, mas tenho praticamente um rim só funcionando e não é o direito, pois esse tem apenas 10% de função no meu organismo, na hora pensei "será que ele está dando sinal de vida?", mas não tive febre nem nada então relaxei e dormi até a  tarde de hoje. Mas confesso que ainda não estou muito disposta e continuo com um pouco de dor.


Então como prometi há algum tempo, hoje digitalizei os papéis necessários para portar o medicamento injetável em vôos. Ou seja, a receita do remédio e um relatório do médico em inglês (para viagens internacionais) dizendo que eu sou paciente de esclerose múltipla e necessito transportar o medicamento com agulhas no avião.
Bom, gente o mais importante a ser dito aqui, é que antes de viajar consulte a empresa do seu vôo para avisar da necessidade de portar o medicamento. No meu caso, ligamos antes para Air France e pedimos autorização para viajar para Paris e depois para viagem interna dentro da França. Mesmo com os documentos em mãos, não podemos esquecer de avisar e pedir a liberação para levar o medicamento dentro do avião. 
O melhor a fazer é levar o medicamento junto com você, como bagagem de mão pois é mais seguro que nada aconteça com as suas ampolas.
Na Air France eles não tinham geladeira então nos forneceram gelo para manter o medicamento na temperatura ideal.
Importante também é embrulhar a caixa das injeçôes em saco plástico bem fechado pois no caso do gelo derreter a caixa ficará protegida.
Outra coisa que me lembro, e que é de tamanha importância, que devido o horário do vôo eu teria que tomar a injeção a bordo, o que me fez procurar o PACO (programa de atendimento continuado) que me explicou que não era bom pois não sabem a reação que o medicamento pode dar devido a altitude como já disse aqui para vocês.
Então basta providenciar os documentos certos e avisar a empresa aérea com antecedência pois demora a liberação. 
Aí é só apertar os cintos e uma boooooa viagem!!!!


Abaixo seguem as imagens do relatório em inglês e a receita do meu medicamento como exemplo é claro. Clique nas imagens para ver em tamanho maior.


Beijinhos e até a próxima...

9 comentários :

  1. Oi Fabi!!!
    Espero que esteja melhor... Deve ser seu organismo voltando a se acostumar com a vida no Brasil. Ele deve estar sentindo falta da França, rsrsrsrs
    Vi suas fotos no orkut. Cada lugar maravilhoso, hein?!
    Estava sumida aqui da net. Agora que estou acabando de ler os posts da sua viagem e estou adorando.
    Saudades de vc, de ler seus textos...
    Adoro vc e saiba que mesmo qdo não apareço por aqui está sempre em meu coração, minhas orações e em meus pensamentos.
    Bjão!

    ResponderExcluir
  2. Bom Dia Fabiana, eu no cruzeiro que fiz no Mar Báltico também transportei o meu aliado. Copaxone.

    Beijos e continuação de boas férias.

    ResponderExcluir
  3. Ai ai ai Rê, deve ser isso mesmo viu!!! Eu ameeeei a França!!! Acho que dá pra perceber nas minhas fotos e nas minhas palavras não é?
    Obrigada por sua amizade querida também torço muito por você sempre!!! Adoro você demais!!!
    Beijão


    Obrigada Antônio mas já estou de volta há um mês :(, mas valeu demais essa viagem!!!
    Nosso aliado mesmo né o Copa?
    Beijos

    Fabí

    ResponderExcluir
  4. Aii que bom ter lido isso foi um alivio tava com medo dele não permitirem que eu voe para a Coréia :( ... Tenho esclerose múltipla vou começar agora o tratamento tava com medo de eu não poder fazer das metades das coisas que eu queria mais ... Muito obrigada por ter escrito isso ^^ muito agradecida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em poder ajudar!!!
      Boa viagem
      FAbí

      Excluir
  5. Olá Fabi, adorei essa sua postagem, estarei em breve viajando e as informações que vc disseminou me ajudarão deveras...
    Espero que vc tenha ficado ótima... Também sou portadora de EM...

    Bjs, Si.

    ResponderExcluir
  6. Muito obrigado por compartilhar a informação!
    Vc salvou o meu dia!

    ResponderExcluir
  7. Olá,
    Obrigado pela informação, mas vim aqui acrescentar uma ideia que eu tenho feito e realmente vem funcionando.
    Eu coloco minhas injeções em saquinhos plásticos de geladinho/sacolé (depende de você onde você morar o nome muda..rsrsr) e após isso eu coloco dentro de uma garrafa térmica com uma quantidade boa de gelo. Isso mesmo, garrafa térmica de colocar café ou tomar um chimarrão, mas quem for fazer compre uma especialmente para isso. A garrafa vai segurar a temperatura ideal por cerca de 21 horas, ou seja, você terá tempo suficiente para repor o gelo dentro da garrafa.
    Abraço a todos....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela dica, mas em Brasilia onde passei a minha infância era Dindim...rs
      Quando viajamos usamos o gel congelado que também segura um pouco, mas acho que sua idéia é ótima!!!
      Beijos

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida