Google + DIA AZUL ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

14 de nov de 2009

DIA AZUL


Oi gente como estão passando nele calor infernal?
Bom eu nem vou começar a falar disso hoje senão não dá pra fazer o que me propus a fazer.

Gente não sei vocês, mas logo que foi diagnosticada a EM em mim, as pessoas a comparavam a outra doença também crônica. O diabetes. Me falavam, "você vai ter que mudar o modo de vida, ter alguns limites, se cuidar e tomar uma injeçãozinha, que nem quem tem diabetes".
Isso mesmo gente hoje vou escrever um pouquinho sobre o diabetes porque hoje, dia 14 de novembro, é o Dia Mundial do Diabetes, e como em "nosso" dia o importante é conscientizar, para os diabéticos além do conhecimento sobre a doença eles querem previni-la. Então vamos lá, para começar, vou colocar aqui os tipos de diabetes e como é provocado.
O Diabetes pode se apresentar de três diferentes formas: Diabetes tipo 1, Diabetes tipo 2 e Diabetes Gestacional.

Diabetes Mellitus tipo 1
Este tipo de Diabetes, também é conhecido como Diabetes Insulino-dependente, é provocado pela destruição das células do pâncreas que produzem insulina, impedindo a produção do hormônio.
A destruição destas células é uma resposta auto-imune do organismo, que as identifica como corpos estranhos. (qualquer semelhança não é mera coincidência)
Neste tipo de Diabetes, é necessário o uso continuo de insulina, que deve ser aplicada com injeção sobre a pele.
Estima-se que 10% dos diabéticos de todo mundo têm o Diabetes Mellitus tipo 1, que se desenvolve, geralmente, em crianças, adolescentes e jovens adultos.

Diabetes Mellitus tipo 2
Diferente do Diabetes tipo 1, neste caso a insulina continua sendo produzida pelo organismo. A doença se desenvolve porque as células musculares e adiposas não conseguem absorver todo o hormônio produzido pelo pâncreas, o que provoca o nível alto de açúcar no sangue.
A Diabetes Mellitus tipo 2 também é conhecida como diabetes insulino-não-dependente.
Esta é a mais comum das formas de apresentação do Diabetes e atinge cerca de 90% dos diabéticos. Ela também está relacionada a fatores hereditários, obesidade, hipertensão e sendentarismo, atingindo pessoas, em geral, com mais 40 anos.

Diabetes Gestacional
É desenvolvida durante a gravidez em mulheres não diabéticas e é causada por uma resistência dos hormônios produzidos na placenta à insulina, favorecendo o aumento do nível de açúcar no sangue da gestante.
Normalmente, este tipo de Diabetes desaparece com o fim da gravidez. Mas é um sinal de alerta, já que as mulheres que tiveram diabetes gestacional têm mais chances de desenvolver o Diabetes tipo 2 futuramente.
Quem tem mais probabilidade de desenvolver a doença durante a gravidez são as mulheres com mais de 30 anos, obesas ou que ganharam muito peso ao longo da gestação, que tem parentes próximos com Diabetes, já tiveram filhos pesando mais de 4 Kg ao nascer ou sofreram abortos ou tem histórico de aborto espontâneo, morte intra-uterina ou neonatal.
O diabetes gestacional ocorre em cerca de 2% a 5% de todas as gravidezes e pode trazer danos à saúde do feto e/ou da mãe. Apesar de ser uma doença temporária, se não for tratada pode provocar problemas ao longo da gestação, como o sobrepeso do bebê, malformações fetais e doenças cardíacas congênitas, entre outras complicações.

Há também outros casos em que a doença pode ser desenvolver, são eles:
- Desordens genéticas
- Infecções
- Doenças pancreáticas
- Uso de medicamentos ou drogas
- Outras doenças endócrinas

Esse ano o tema escolhido para o
Dia mundialmente conhecido foi "educação e prevenção".
Com os principais pontos:

•Saber quais são os riscos do diabetes e conhecer os sinais de alerta
•Saber como reagir ao diabetes e a quem recorrer
•Saber como cuidar do diabetes e controlar.

Os objetivos dessa campanha até 2013 são:
•Estimular os governos a implantar e fortalecer políticas de prevenção e controle do diabetes e de suas complicações.
•Disseminar ferramentas para apoiar as iniciativas nacionais e locais para a prevenção e monitoramento do diabetes e de suas complicações.
•Esclarecer a importância da educação baseada em evidências na prevenção e no monitoramento do diabetes e de suas complicações.
•Aumentar a conscientização dos sinais de alerta do diabetes e promover ações que incentivem o diagnóstico precoce.
•Aumentar a conscientização e promover ações para reduzir os principais fatores de risco do diabetes tipo 2, que podem ser modificados.
•Aumentar a conscientização e promover ações para prevenir ou retardar o aparecimento de complicações do diabetes.

O dia 14 de novembro foi escolhido por ser o dia do nascimento do cientista canadense Frederick Banting. Ele e Charles Best projetaram a ideia que levou à descoberta da insulina.
Para que o diabetes ganhe destaque, a International Diabetes Federation incentiva a realização de centenas de atividades pelo mundo inteiro, apoiada pelas entidades filiadas, entre elas, a Sociedade Brasileira de Diabetes. A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Organização das Nações Unidas (ONU) também apoiam a causa.

Dia Azul
A International Diabetes Federation lançou, em 2007, a ideia de iluminar de azul alguns monumentos de várias cidades espalhadas pelo mundo. Já no primeiro ano, centenas de locais aderiram à ideia e em 2008 o número de monumentos - dos mais famosos a luzes de residências - se somaram ao projeto. Não há mais dúvidas do sucesso da campanha. A mobilização foi geral: população, governos, entidades, empresas privadas e o sucesso foi absoluto, como é possível acompanhar na programação de 2007, no Brasil e no Mundo. Em 2008, o Brasil foi um dos destaques com número de locais iluminados.

E por aí vocês ouviram alguma coisa, sua cidade está se manifestando? Vamos colaborar com a campanha, use azul, use uma toalha qualquer coisa e vamos espalhar esse dia tão importante.
Quantas pessoas vocês meus queridos leitores conhecem com algum tipo de diabetes? Eu conheço uma de dois aninhos de idade, sobrinha do meu cunhado, a prima do meu pai, minha amiga Brasil, minha tia Florinda irmã da minha mama e com certeza estou esquecendo de alguém. É mais comum do que a gente imagina!!

Participe da campanha 2009 e ilumine o Brasil de azul!

Um comentário :

  1. Ótimo serviço! Conhecer uma enfermidade, saber como ela atua, é essência para "conviver" ou combater a doença de forma eficiente. Tenho sempre passado aqui pelo seu espaço, viu?! Tava devendo deixar uma palavrinha... hoje, foi! Uhrúúú.... beijocas

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida