Google + COM QUE ROUPA EU VOU ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

28 de ago de 2015

COM QUE ROUPA EU VOU



 Olá meus amigos queridos, como estão terminando a semana?
Eu estou me recuperando da maratona que foi o nosso maravilhoso Encontro.
Mas hoje, vim aqui contar sobre um projeto que achei muito interessante a Milena e a Viviane estudantes de moda da UEL estão pensando em roupas que se adequem as nossas necessidades. Então, me mandou um questionário para ajudar em sua pesquisa, que estou compartilhando com vocês e pedindo para que respondam.
Afinal, fiquei pensando nessa ideia e me peguei lembrando de quantas vezes já pensei em pedir pra minha irmã comprar roupas pra mim.
Eu sei que vocês devem estar se perguntando, mas que mulher não gosta de comprar roupas? 
E eu digo: Adoro, mas na verdade, as opções sendo muitas, precisando olhar tudo para escolher, depois experimentar, ficar uma hora ou mais em pé numa cabine que normalmente não há ventilação, pronto lá se foi minha energia e junto à vontade de comprar.
Para eu sair para renovar o guarda roupa não basta só ter a conta bancária no azul mas também o meu índice de bateria longe do vermelho.
Tipos
Também precisamos de acessibilidade nessas horas, no ir e vir para escolher o que vestir e o que escolheu seja de fácil acesso, para vestir melhor.
Pensando nisso, sempre quis ter a chance de levar todas as vestimentas para casa, para provar no aconchego do lar e com a opção de experimentar com outros acessórios também é claro...rs 
Além de existir o problema de facilitar na hora que estamos vestindo ou calçando algo.
Nunca me esqueço do dia que fui a consulta com o meu doutorzinho de bota cheia de cadarço e ele olhou espantado e disse pro Baby: " Ela calça isso todo dia?" E o Baby: " Quase sempre doutor"
E o Dr :" Deve levar horas, então vamos pro meu consultório enquanto ela se calça" e os dois deram risada.
Realmente aquela bota, era insana, além de complicada, tinha um salto.
Resumindo a aposentei.
Bem, isso acontece porque visivelmente não tenho nenhum problema motor, mas na hora de me trocar,  se a coisa começa a ficar complicada, dar mais trabalho, então começo a suar no "bigode", ficar zonza e aí já era, desisto de sair.
Quando respondi ao questionário foi em tudo isso que pensei.
E vocês, do que precisam para se sentir melhor nessa hora? Hora de comprar e vestir roupas! 
Na nossa qualidade de vida a Milena e a Viviane estão pensando, portanto vamos ajuda-las.
O link para responder o questionário está logo abaixo:


"Questionário para portadores de Esclerose Multipla



Essa pesquisa é um levantamento de dados sobre as dificuldades dos portadores da doença. A pesquisa é voltada para pacientes, cuidadores e profissionais especializados na área.
A pesquisa foi desenvolvida pelas alunas Milena Gomes e Viviane Arcanjo, alunas da Universidade Estadual de Londrina e tem fins estritamente acadêmicos.
O objetivo é entender as dificuldades, compreender o estilo de vida do publico e tentar desenvolver melhorias no vestuário para atender melhor o publico.

Muito obrigada meus queridos!!!

E um ótimo fim de semana!!!

Mil beijinhos e até mais...


14 comentários :

  1. Respondido Fa. Também sofro com com isso. Complicado.rs beijo

    ResponderExcluir
  2. Bom dia lindona! Um pedido seu é uma ordem, rs Tenha um lindo fim de semana!
    Super bjs, Ro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada querida Rô, uma ótima semana pra você!!!
      Beijinhos
      Fabi

      Excluir
  3. Oi, Fabi! Respondi... Desse desânimo eu entendo... rsrsrs Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Claudia!!!
      Beijinhos
      Fabi

      Excluir
  4. Oi, Fabiana! Meu nome é Danielle. Conheci recentemente seu blog quando comecei a buscar informações sobre o fingolimod, Tenho EM há 8 anos e após passar pelos interferons estou no meu primeiro mês com o gylenia. Pelas informações postadas no blog soube q vc está a mais tempo em uso e gostaria de saber como está sendo, se tem tido muitas infecções por causa da imunossupressão e se seu cabelo está caindo. Até agora tenho me sentindo muito bem, mil vezes melhor do q com o interferon. Espero que continue assim. Meu email é danielle_aps@hotmail.com. Desde já, obrigada. Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Danielle,
      Seja bem vinda ao nosso cantinho!!!
      Estou com o gilenya há 10 meses, sem nenhum tipo de infecção e sem efeitos colaterais também.
      Hoje tenho a impressão que tive a infelicidade de pegar aquela chicungunya ao mesmo tempo que estava mudando a medicação, então me senti muito mal. Mas depois fiquei bem.
      Meu cabelo no início teve uma leve queda mas depois parou também.
      Veja como vc está de vitamina B e qualquer coisa, peça pro médico receitar um complexo se precisar, isso ajuda muito a fortalecer o cabelo.
      Boa sorte,
      Beijinhos
      Fabi

      Excluir
    2. Oi, Fabi. Agradeço as informações. Fico mais tranquila por saber q não é assim tão difícil a manutenção do tratamento. Desejo muita saúde e sucesso c o blog. Bjos.

      Excluir
    3. Oi Danielle, lhe desejo muitas felicidades em seu novo tratamento e a qualquer mudança consulte o seu médico!!!
      Qualquer dúvida, se eu puder ajudar estarei por aqui.
      Muito obrigada
      Beijos
      Fabi

      Excluir
  5. Respondi. Como estou num curso de costura,vou fazer roupas para quem tem EM. Eu sei o quanto vestir roupas cansa, e estou aprendendo a fazer roupas sob medida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa que legal Lorena!! Muito bacana esse projeto e a sua ideia também!! Quando tiver alguma peça, coloca aqui pra gente conhecer e compartilhar.
      Muito obrigada
      Beijinhos
      Fabi

      Excluir
  6. Ola , Eu sou Viviane uma das alunas que esta desenvolvendo este projeto e gostaria que você , se possível, me passa-se o seu contato.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Viviane, o meu e-mail é fabianadalri@ gmail.com
      Beijos
      Fabi

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida