Google + ESTÁ NA HORA DE CUIDAR DE MIM ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

1 de jul de 2014

ESTÁ NA HORA DE CUIDAR DE MIM


Oi gente tudo bem com vocês ? Estou fora há muito tempo por causa de algumas mudanças que ocorreram na minha vida profissional.
Quando tudo estava certo na minha vida profissional, cai uma resolução da secretaria da educação do Estado de São Paulo na minha cabeça e vira minha vida de ponta cabeça e faz miséria.
Para vocês entenderem melhor do que estou falando vou explicar. Quando pedi minha readaptação estava com a carga horária completa de 40h/aula ou seja cada hora/ aula de = 50 min, dessas 40h quem é professor sabe que sala de aula no máximo são 33h/aula as outras 7 são divididas em ATPL e ATPC ou seja o horário do professor preparar aula, corrigir provas e o horário pedagógico coletivo em ambiente escolar.
Bem quando você se readapta continua ganhando por essas horas porém antes dessa resolução todos ganhavam a hora livre como o professor em casa. Nessa nova resolução diz que os professores readaptados que fazem seu trabalho nas escolas cumprem a carga de h/aula e os demais que trabalham na diretoria de ensino (meu caso) devem cumprir a h/relógio  de 60 min e além disso o número desses ATPL que os profs readaptados nas escolas cumprem em casa a gente da diretoria deve cumprir trabalhando. Ou seja estou tendo que trabalhar 8hs por dia. 
O que no início foi bem difícil pois não tinha nem local para me sentar nesse período, mas depois fomos dando um jeito e me recolocando em alguma outra atividade.
Estava eu levando minha nova vida de trabalhadora, estudando o meu francês e por causa da dor na coluna fazendo RPG quando comecei a me sentir muito mal. Todos os dias começava a jornada super bem mas lá para as 16h eu começava a me sentir zonza, as 17 estava com tontura e as 18 meu estômago estava virado  e eu com náuseas.
Assim foi indo até que um belo dia a minha dor nas costas pioraram muito e desceu pro meu nervo ciático me proporcionando uma falta de disposição pra tudo, já levantava super cansada pra ir trabalhar e estava me arrastando nesses últimos dias.
Dai marquei meu ortopedista achando que a causa era a coluna e ele me examinou e disse que a dor nas costas podia ser do RPG estar mexendo com a coluna mas aquela sensação de querer se encostar devia ter outra causa e sabendo da EM se preocupou em saber se não podia ser ela.
Bom assim liguei pro meu doutorzinho e expliquei tudo que estava sentindo, ele me disse muito difícil ser um surto, o que pode ser é espasticidade e pediu que eu procurasse a querida Dra Roberta para me examinar e dar o seu diagnóstico.
Por uma feliz coincidência eu tinha uma consulta com ela dali há dois dias.
 Até o dia fiquei observando os meus sintomas, a perna esquerda que já é diferente parecia um tiquinho mais pesada, sensações de arrepios pela perna, tontura, canseira, vontade de ficar quieta. No dia da consulta do Dr Rodrigo Reiff  ele já me afastou do trabalho dizendo que eu devia cuidar de mim, naquela hora era pra fazer o tratamento com cortisona.
Mas a coisa mudou de figura quando passei pela minha querida Dra Roberta que me examinou e me achou esgotada. Quando contei a ela a vida que eu estou levando, ela me disse. "Você está com uma crise de fadiga intensa que piora tudo que você já tem. O espasmo na perna esquerda, a tontura pela fadiga, a dor na coluna tudo fica ruim. Vou te deixar em casa 30 dias porque menos não vai adiantar, vou escrever uma carta  pedindo a redução da sua carga horária porque está te prejudicando e você nem consegue fazer a sua atividade de reabilitação como o exercício físico." Ela me mandou dar um jeito nisso para não prejudicar minha saúde.
Bom hoje estou em casa só dormindo mas amanhã vou fazer algumas coisas na rua, inclusive ir atrás da minha licença saúde. Confesso que não era algo que estava querendo afinal perco benefícios com essas licenças, mas preciso resolver mais uma vez a minha vida profissional. Voltar a trabalhar na escola só de pensar me dá tontura, não sei com vocês mas eu ultimamente ando fugindo de barulho, a minha cabeça fica pesada com o excesso de barulho e ruídos. Em escola o barulho é inevitável das crianças, dos sinais, de tudo. Agora mesmo, escrevendo sobre isso o alarme da casa do vizinho acaba de disparar e eu já estou ficando incomodada..... Humpf.
Acho que estou realmente fadigada!!!! Vi essas palavras procurando o significado de fadiga no Wikipédia e me descreveram bem por isso não gosto de dirigir quando estou assim!!!!

A palavra fadiga é usada cotidianamente para descrever uma série de males subjetivos intrínsecos que vão desde um estado genérico deletargia até uma sensação específica de calor nos músculos provocada pelo trabalho intenso. Fisiologicamente, "fadiga" descreve a incapacidade de continuar funcionando ao nível normal da capacidade pessoal devido a uma percepção ampliada do esforço.Fadiga é onipresente na vida cotidiana, mas geralmente torna-se particularmente perceptível durante exercícios pesados. É o chamado esgotamento, na essência da palavra.

A fadiga possui tres formas; uma se manifesta como uma incapacidade muscular local para desenvolver um trabalho e a outra se manifesta como uma sensação abrangente de falta de energia, corporal ou sistêmica. Devido a estas duas facetas divergentes de sintomas de fadiga, tem sido proposto que as causas da fadiga sejam encaradas sob perspectivas "central" e "periférica".

A fadiga pode ser perigosa quando são realizadas tarefas que demandem concentração constante, tais como dirigir um veículo. Quando uma pessoa está suficientemente fatigada, ele ou ela pode experimentar períodos de microssono (perda de concentração). Todavia, testes cognitivos objetivos deverão ser feitos para diferenciar os déficits neurocognitivos dos males cerebrais daqueles atribuíveis ao cansaço.

Acredita-se que a sensação de fadiga origina-se no sistema ativador reticularna base do cérebro. Estruturasmusculo-esqueléticas podem ter co-evoluído com estruturas cerebrais apropriadas de modo que todo o conjunto funcione de forma construtiva e adaptativa. Os sistemas conjuntos de músculos, juntas e funções proprioceptivas e cinestésicas mais partes do cérebro evoluem e funcionam conjuntamente de forma unitária).

Vou ficando por aqui meus queridos, espero não demorar tanto pra lhes trazer notícias minhas!!!!

Mil beijinhos e até mais....





4 comentários :

  1. Florzinha, cuida da sua saúde!!Isso que importa!
    Eu também estou afastada fazem 90 dias!E meu dr. me bloqueou novamente essa semana que passou, disse que preciso dar um tempo mesmo!

    beijokas, melhoras!!! Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil no início Juliane no início da EM eu precisei ficar 4 anos afastada esperando readaptação e me cuidando!!!
      Espero que melhore logo enquanto isso aproveite!!!!
      Obrigada pelos votos.... Rsrsrs

      Excluir
  2. Fabi,
    Conheço muito bem o cotidiano de uma escola, apesar de ser extraclasse. Foram 25 anos de dedicação total e não há nervos que aguentem tanta pressão. Trabalhava em duas escolas, 9 horas por dia. 4 h numa escola particular pela manhã e 5 h numa escola municipal à tarde. Hoje sei que me esgotei, me acabei e, sinceramente, atribuo parte da minha EM a toda esta loucura que fiz. Não cuidei do meu corpo e acredito que ele me deu o troco. Estou afastada desde outubro do ano passado, ocasião em que descobri a EM. Minha licença acaba em 30/09 deste ano, mas vou tentar protelar, porque ainda não me sinto preparada, nem mesmo, para uma readaptação. Estou cansada e hoje vejo que "corri atrás do vento". Cuide-se mesmo. Perdi uma gde. amiga esta semana que dizia sempre: "Quem se mata, morto fica" e é uma grande verdade. A vida segue e..... Não vale a pena. No início da licença detestei ficar em casa. Hoje, confesso que o sossego, neste momento, está sendo precioso na minha vida. Agora notícias: Conforme lhe falei por e-mail, estou há um tempo sem o Rebif (aumento taxas do fígado), mas minha doutora resolveu fazer mais uma tentativa com o mesmo, a partir do dia 08/08. Parece que tem alguns pacientes que reagem de forma diferente na segunda tentativa. Em 15 dias, farei um exame de sangue e, casoaltere alguma coisa, mudaremos para o Copaxone. É isso: Sim ou Sim. Fé, muita Fé. No mais, quero que vc se recupere rapidinho. Por vc, principalmente, mas tb por nós, seus leitores, que nos sentimos renovados quando lemos os seus posts. Obrigada Lindinha. Bjs no coração e mt descanso para o seu corpinho. Ele merece! Roseli

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie Roseli, meu pai também sempre achou que a escola foi o motivo de tanto estresse pra desencadear nossa companheira EM, então quando penso em ter uma rotina naquele ambiente logo desisto!!!! Aquela multidão, barullho o tempo todo, aquela incompreensão dos colegas.... Humpf
      Estou aqui perdida com tudo isso!!! Mas falando em você, nunca havia ouvido falar que a reação do medicamento pode ser invertida, mas se assim for melhor. Confesso que quando me contou do problema do fígado com o medicamento eu pensei : a médica dela vai passar o Copaxone ( que é meu companheiro de jornada há 7 anos) pois não é absorvido pelo fígado e se caso precisar trocar eu sou sua fã número 1.... rsrsrs
      Você é uma querida amiga com essas palavras tão doces que levanta a gente!!!! Muito obrigada pela preocupação e saiba que é recíproca.
      Estou torcendo pra que dê tudo certo!!!
      Beijokas Fabi

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida