Google + ESCLEROSE MÚLTIPLA & VITAMINA D ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

29 de abr de 2013

ESCLEROSE MÚLTIPLA & VITAMINA D


Oi gente tudo bem? Eu estou me recuperando aos poucos, ainda pra ajudar com o uso do corticóide peguei uma virose e fiquei uns dias me sentindo uma plena rainha rsrsrs.
Bom mas não é sobre isso quero falar com vocês, vamos falar sobre a tão polêmica vitamina D na esclerose múltipla.
Em primeiro lugar, gostaria de colocar aqui que não sou fechada a nenhum tipo de tratamento, apenas acho que temos que ter cuidado dobrado ao mencionar qualquer tipo de medicamento, tratamento seja ele alternativo ou não. Sou somente uma paciente curiosa e atenta a tudo e qualquer coisa que nos ajude a levar a vida sossegada junto da nossa amiga e companheira EM.
A vitamina D foi assim, já com o tratamento com o copaxone e acompanhando a evolução das pesquisas sempre, ao fazer um exame simples de sangue que acusou uma taxa mínima desse hormônio que chamamos erroneamente de vitamina, o meu doutorzinho passou a reposição e está sempre ajustando a dose conforme mostra a literatura, para ficar melhor protegida. O que me chamou muita atenção foi o estudo de observação de pacientes que já tinham o diagnóstico de Esclerose Múltipla, segundo li no blog da Dra Mariana Farage “um grupo de pequisadores da Universidade da Califórnia comparou os níveis de vitamina D no sangue e a atividade da doença. De 2004 a 2009 foram avaliados 469 pessoas. Os pesquisadores concluíram que, naqueles que tinham deficiência de vitamina D, o risco era maior de novos surtos da doença e também de piora das lesões ativas. Além disso, a reposição de vitamina D diminuía tanto novos surtos como gravidade das lesões ativas (cada 10 ng/ml de aumento na vitamina D diminuía o risco em 15% de novas lesões e em 32% de lesões ativas)”.
Isso pra mim faz parte de um tratamento, não deixar o convencional que já está comprovado que é a única coisa que segura a progressão da doença e fazer a reposição com a dose correta para proteger no índice de surtos.
Porém a esclerose múltipla não é só isso, acho muito perigosa essa história de cura, tenho no meu diário de EM nesses 7 anos ressonâncias onde ela dava inativa, sem nenhuma lesão nova e com o desaparecimento de lesões e nem por isso saí por aí gritando aos sete ventos que estou curada! Não é isso que busco todos os dias quando saio da cama para ir trabalhar, quero que a gente tenha muitos resultados animadores de estratégias de melhoria de vida, ou seja, novos medicamentos, tratamentos que visam a nossa vida normal!!!! Isso já até foi assunto de terapia, porque não penso na cura pra minha doença?
Bom gente, sabemos que as pesquisas não param e estão a todo vapor e nós estamos sempre atentos a qualquer novidade!
Vou deixando vocês por aqui!!!
Mil beijinhos e até mais...


0 comentários :

Postar um comentário

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida