Google + ESCLEROSE MÚLTIPLA, TRABALHO E READAPTAÇÃO ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

13 de mai de 2011

ESCLEROSE MÚLTIPLA, TRABALHO E READAPTAÇÃO

Oi gente tudo bem? Continuando, o assunto passado, esse ano me identifiquei muito com o tema escolhido do dia mundial da EM, nada mais é do que a readaptação no trabalho!
E como vocês estão cansados de saber, faz muito tempo que aguardo por isso.
Bom, vou contar aqui que graças a Deus não tenho nenhum problema para andar. Na verdade tive um problema na marcha do pé direito no início da minha história com a EM em 2007.
Me lembro que não conseguia usar salto alto, quando subia no sapato, além da tontura, dava uma falta de equilíbrio por causa da fraqueza nas pernas.
Aos poucos isso foi melhorando, e por eu ser a teimosa que sou, fui voltando a usar minhas sandálias. 

Comecei a fazer pilates direitinho e aí sim ficou melhor ainda, o que me garantiu um casamento perfeito no fim de 2008 e em cima de um sapato à la Marilyn Monroe, porquê nos casamos com o tema anos 50!
Bem pessoal, estou contando isso aqui pra falar que mesmo sem nenhum problema pra andar, acho que vocês já repararam mas quase todas as escolas estaduais tem escadas, umas mais e outras menos, mas tem. Na maioria de troca de salas que tive no último ano que dei aula, levava mais de 5 minutos, subindo e descendo para chegar na próxima classe. Já chegava dentro da sala esbaforida, sentava e começava a chamada, antes mesmo de terminá-la já deveria estar pronta pra colocar a matéria na lousa e explicar o conteúdo, sem esquecer de assegurar a disciplina dentro da sala de aula! 
Nossa gente, só de lembrar já fiquei cansada. Isso só na escola, porque o ofício de professor não termina nas aulas, todos sabemos não é?

Bem, depois do meu diagnóstico fechado, tratamento começado e eu voltando a dar aulas, me vi numa situação extremamente desgastante. 
Primeiro, estava numa escola longe de casa 110km, morando com pessoas estranhas que nunca iriam compreender as minhas queixas, angústias e medos, segundo me dividindo em duas escolas, dando aulas nos 3 períodos e terceiro não conseguindo cumprir com a minha obrigação! 
Enfim, levei essa vida por menos de 20 dias e já aceitei a minha realidade quando numa manhã ministrando aulas para a sexta- série, eu estava falando dos problemas históricos do nosso país e mostrando que a miséria não era de hoje, mas de séculos atrás. Bom, na hora que fui corrigir o caderno dos alunos, eu tive um branco de como se escrevia a palavra "miséria", e que nem louca eu fiquei queimando os coitadinhos dos meus neurônios, e da tontura veio a sudorese e depois disso só me lembro que cheguei em São Carlos falando pro Baby: "Tenho certeza que tem miséria com Z nos cadernos e eu dei certo!!!", "Que feio!" eu falava e ele: "Você tava muito cansada!". Não me conformei com essa história, foi quando o meu doutorzinho me explicou, resumindo para vocês, normalmente quando a gente tá cansado não faz as coisas direito, agora fadigado, é pior ainda, a fadiga leva a nossa concentração pras alturas. 
E não é que essa historinha contei para todos os peritos que passei para a minha readaptação. O calor, fadiga e nervoso são os piores inimigos da EM.
Agora fico pensando no tema do Dia tão importante para nós, no vídeo, eles deixam bem claro como os empregadores podem ajudar a vida de um paciente de EM, coisas simples e tão eficazes. No meu caso por exemplo, os professores sempre reclamaram das horas de janela entre uma aula e outra, ou seja é um buraco no seu horário, mas na escola você mesmo tendo lugar, não pode se deitar pra relaxar um pouco, não é permitido.
Tem escolas que não há nem uma sala dos professores decente, para o profissional se sentar, beber uma água, um café ou coisa assim.
Por isso, o tema se encaixa muito bem na minha vida hoje, estou em plena readaptação do meu trabalho. Relembrando os vídeos de excelente criatividade, me vejo hoje no da mocinha que sente dores, se queixa da sua função pois é pesada para suas condições.
Ainda não sei ao certo o que vou fazer, mas não será mais dentro daquele ambiente que provocava os 3 inimigos da EM, o calor, o nervoso e a fadiga. Então hoje, já me sinto naquela cadeirinha desenhada, numa nova função.
E é para isso que o mundo está lutando, para que ninguém tenha que abandonar seus empregos nem por causa da esclerose múltipla e nem por outras deficiências e sim que aquele que é o dono da empresa, o gerente da loja, o gestor da escola, o Estado ou qualquer outro empregador possa adaptar uma maneira mais coerente com as nossas condições e todos possam ganhar com isso. 
Nós, ganhamos por nos sentirmos utéis, voltarmos ao contato social e por saírmos da inércia. E eles por estarem evitando o afastamento de muitos trabalhadores e por terem um resultado melhor devido a qualidade de vida do seu empregado.
Estou muito ansiosa por essa readaptação que com certeza será mais um desafio na minha vida e uma nova adaptação do desconhecido!!
Bem gente, vou deixando vocês por aqui!
Desejando um ótimo final de semana a todos!!!
Mil beijinhos e até mais!!!   

7 comentários :

  1. Fabiana, parabéns pela iniciativa, no final dos anos 90 tive contato com esclerose múltipla pq uma amiga muito jovem (23 anos) foi diagnosticada. Busquei muito o assunto, fiz matérias... o que falta é informação. Continua nesse caminho! Força, coragem e determinação. Pelo pouco que li do seu blog, essas qualidades não lhe faltam. Um beijo grande no seu coração iluminado!

    ResponderExcluir
  2. Oi Fabi,
    É isso mesmo... a readaptação é uma chance para que nós possamos trabalhar e sermos "úteis".
    Você vai se dar bem! Muita força para você.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. OBRIGADA E PARABÉNS FABI!!!!!!!

    Obrigada por este Blog que hoje completa 2 anos de trocas, de risos, de desabafos, de novas amizades, 2 anos de vida, de muita vida...
    Obrigada por seres esta pessoa incrível, amiga, que se doa ajudando outros portadores de EM a esclarecerem suas dúvidas e aliviarem suas angústias!!!

    FELIZ ANIVERSÁRIO!!! BLOG DA FABIANA.
    A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLADA.

    Beijos minha amiga querida!!!
    Com carinho,
    Neyra.
    15/05/2011.

    ResponderExcluir
  4. Olá Adriana
    muito obrigada pela visita e por seu comentário!!
    Beijos
    Fabí

    ResponderExcluir
  5. Drika querida
    vou me repetir, mas é realmente muito bom saber que você está gostando de ser readaptada.
    Obrigada sempre!
    Beijão
    Fabí

    ResponderExcluir
  6. Neyra minha amiga querida
    estamos sempre juntas aqui viu!!!
    Comemoro e parabenizo você por ser tão atenciosa e envolvida na nossa luta sempre!!!
    Espero de coração que tudo dê certo!!!
    Beijão
    Fabí

    ResponderExcluir
  7. Oi fiquei contente em achar vocês. Vou resumir a minha história;Meu marido tem EM à mais ou menos uns dez anos. Mas no final do ano passado ele começou tomar os medicamentos.
    Mas o que eu queria dizer mesmo é que ele depois de descobrir que tinha EM, ele voltou à estudar e hoje ele é professor de matemática, e está muito feliz. Ele ficou com uma sequela na perna esquerda mas, ele faz mais coisas do que muita gente.Outra oportunidade voltarei a falar mais.

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida