Google + O TERCEIRO DIA EM PARIS.....A NOITE ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

14 de jul de 2010

O TERCEIRO DIA EM PARIS.....A NOITE

Olá pessoal espero que vocês estejam bem. Eu como já disse antes não estou muito bem, hoje acordei com mais dor nas costas e um pouco de tontura, mas por enquanto nem vou falar com o meu doutorzinho, vou aguardar mais um pouco pra ver se passa.
Aqui em São Carlos está chovendo e friozinho, com uma neblina muito forte que nem conseguimos enxergar a cidade da janela.
Bom gente, hoje vou contar o meu terceiro dia em Paris, quer dizer, noite, porque de manhã acordamos e eu disse ao Baby que nem ía sair da cama pois estava muito cansada, afinal são 2 dias andando sem parar pra alguém que não andava mais de um quarteirão há 3 anos. Ou seja, não aguenta não é?
O Baby disse que achava melhor eu levantar e tomar pelo menos o café da manhã e depois eu voltava pro quarto. E foi isso mesmo que fiz, ele precisava achar um lugar que passasse as fotos pra um DVD porque a gente precisava apagar as fotos pois a memória havia acabado.
Gente eu confesso que fiquei morta em 2 dias e uma noite. Eu podia até pensar "nossa eu tô em Paris  o sonho da minha vida e vou dormir? Mas não, eu só pensava o contrário "vou descansar, levantar e olhar pela janela a cidade luz Paris, e a noite jantar na torre Eiffeil com o amor da minha vida descansada, linda e maravilhosa."!
E assim foi, o Baby chegou e trouxe um croissant de chocolate delicioso que comemos e nos lambuzamos na cama, ele deitou também e dormiu junto comigo.
Depois de um banhão, nos trocamos e fomos para estação. Pegamos o metrô que desce pertinho da torre e fomos andando até chegar lá. Chegamos muito cedo, a reserva era para as 21:30 e precisava estar lá as 20:30 e nós chegamos as 19 h. Sentamos num banco em volta da torre e ficamos observando as pessoas, naquela obra de arte maravilhosa que é a torre Eiffel.
Filas enormes para o terceiro andar, muitas pessoas esperando para ir ao segundo e ao primeiro andar onde ficam os restaurantes. O do segundo andar é o Jules Verne o mais famoso e mais caro. Já o do primeiro andar o 58 Tour Eiffel que a gente foi é também  dirigido pelo chef Alain Ducasse, que tem em seu currículo 14 estrelas, sendo um dos melhores chefs  de cozinha do mundo, quiçá o melhor.  Tem sua origem na França e por isso com excelência faz a culinária francesa.
Além do chef, o restaurante tem uma vista deslumbrante, a noite tem uma iluminação linda, o atendimento é ótimo e a etiqueta perfeitamente francesa. Apesar de eu ter que pedir para guardar o meu sobretudo o resto foi impecável. Até demais! Claro que a gente não podia esbanjar então comemos uma fórmula que é a entrada + prato principal + sobremesa e um vinho da casa.  Como entrada o famosérrimo foie gras (fígado de pato) para os dois, o meu prato principal pedi sem saber o que era "escalope saint-jacques" e sobremesa profiteroles. O do Baby foi um frango. O meu sem querer foi um prato tipicamente francês feito com um fruto do mar chiquérrimo, que eu nunca tinha ouvido falar, o tal do coquille saint-jacques que fica dentro de uma conchinha. O prato vinha também com aquela famosa "espuma" que deixou o chef mais conhecido, essa era de "Parfum d´orange". Um sabor muito diferente do que estamos acostumados, nem sei dizer se gostei ou não, mas comi tudo, rs. 
O vinho era rosé e como aperitivo tomamos champagne, francesa é claro. O jantar parecia mais um espetáculo de tão bonito que era o cenário, com música ambiente e uma vista maravilhosa da cidade.
Terminando nosso jantar romântico fomos fazer umas comprinhas na loja de souvenirs da torre Eiffel e tiramos fotos.
Olhar para baixo mesmo do primeiro andar dava um frio na barriga, mas ver a cidade mais linda do mundo do alto não tem mastercard que pague.
Pegamos o metrô e voltamos para o hotel felizes da vida.
No outro dia iríamos mudar de hotel, para ficar na região de Montmartre, mas essa é uma outra história...

Beijocas e até a próxima.

EM TEMPO: Hoje se comemorou em Paris a queda da Bastilha, são 221 anos de revolução francesa e junto eles estão comemorando em 2010 os 50 anos da libertação das colônias africanas que tem o francês como língua oficial.

2 comentários :

  1. Que delícia amiga!
    Lendo os posts a gente consegue se imaginar lá...
    E além de tudo, esse blog ainda é uma aula de história. Parabéns minha querida! Está cada dia mais gostoso ler seu cantinho!!!
    Ah, esqueci de comentar no post de ontem, ótima informação sobre o procedimento para levar nosso medicamento em viagens aéreas. Tinha essa curiosidade. A última e única vez que viajei de avião ainda não usava interferon.
    Bjão Fabi!

    ResponderExcluir
  2. Querida Rê
    você como sempre trazendo muitos elogios. Você que é muito amiga, mas faço tudo pra que vocês gostem do meu cantinho. Procuro não falar só de doença pois eu não sou assim e sei que você também não é.
    Obrigada por tudo querida!!!
    Beijão

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida