Google + DE ALMA LAVADA ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

1 de dez de 2009

DE ALMA LAVADA


Olá pessoal, tudo bem por aí? Aqui está muito, mas muito quente mesmo, mas eu estou bem! Tive um fim de semana bem agitado pra quem está super caseira!

Na sexta-feira assistindo tv com o Baby, vi a propaganda do famoso baile do Hawai do clube que leva o nome da cidade. Isso mesmo, como disse minha amiga do francês, "festas famosas nas cidades do interior, nos clubes". Confesso que não tinha mais a menor vontade de ir nesses bailes, mas era uma big band daquelas famosas nos anos 50, com instrumentos de sopro e coisa e tal. O nome é Big Time Orchestra, os caras estavam vestidos de smoking metade branco e a outra metade preto, faziam coreografia e tudo, fiquei louca pra ir e no sábado nós corremos atrás de tudo para a noite nos divertir!

Convidamos minha irmãzinha e meu cunhadinho e fomos embaixo de chuva e tudo. Chegando lá nós eu e minha irmã mais nova, estranhamos que estava bem vazio perto de outros anos que tínhamos ido, e os dois que nunca tinham estado nesse baile acharam estranho.

Bom com a grana que gastamos para ir, eu dizia pro Baby, " espero que valha a pena, se a gente se divertir já vale né?"!

E foi isso mesmo que aproveitamos para fazer, na big band curtimos o som e arriscamos um twist. Mas aí começou a chover muito, nossa companhia tinam que ir embora e nós resolvemos ficar para ouvir a tal que ia cantar Axé.

Não sei se vocês sabem, mas passei minha adolescência correndo atrás de trio elétrico e indo em shows de música bahiana, não na Bahia, mas quem conhece sabe que é quase, em Brasília.

Sempre amei os repiques e tambores do Olodum! Chiclete, Asa de Águia, Cheiro de Amor, Mel e outros nunca me deixaram parada.

E foi lá no São Carlos Clube que revivi um pouco desse amor que tenho pela música bahiana, a tal da moça de nome que rendeu muita piada, Jana Lima, descalça no palco, cantou e dançou até as 6 da matina.

Na hora que ela cantou "We are carnaval, we are folia", me desceu o espírito da Fabiana de 15 anos e pulei, me joguei na chuva, dancei, cantei e como diz a música vi os saocarlenses com o "diabo no quadril", coisa que demorou quinze anos, o tempo que moro aqui, pra sentir algo parecido! Foi demais!!!

Não esperamos terminar o show, viemos embora encharcados e com a alma lavada as 5 da matina!

Tomamos um banho quentinho e desmaiamos na cama até as 4 da tarde, hora de ir na festinha de aniversário da Gabí, filha de uma amiga que fez 7 aninhos. Nós fomos, acabados mas fomos!!

As vezes esse negócio de extravasar, jogar tudo pro ar, e ser feliz antes de mais nada, é viver!!

É viver a vida e mais nada!! Vamos relaxar que tudo se acerta!!

E agente se divertiu? Nem precisa responder não é? Hehehehe

Vou acabando por aqui, tô com uma p* dor no braço direito e nem foi da balada porque já acordei desse jeito sábado. Juro!!

Bom gente do meu coração, beijinhos e até a próxima....
Em tempo: Dia Mundial da Luta Contra a AIDS

0 comentários :

Postar um comentário

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida