Google + O DIA QUE NADA DEU CERTO ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

10 de nov de 2009

O DIA QUE NADA DEU CERTO

Oie gente, tudo bem por aí? Por aqui voltou aquele calorão, então moleza por aqui é pouco!
E aí gente? Já cansaram de ler, ouvir e falar do apagão?
Mas ontem foi um dia atípico para mim. Sabe aquele dia que você pensa que nem deveria ter saído da cama? Pois é, ontem foi assim pra mim.
Logo que acordei e fui tirar meu carro da garagem começou meus obstáculos, minha irmã que divide a garagem com a gente não tinha saído então precisei tirar o carro dela primeiro. Aquele calorão, não tinha lugar pra estacionar. Controlei a minha irritação e me mandei pra casa da mama, outro lugar que nunca tem estacionamento fácil.
Depois do almoço precisava ir ao banco tirar dinheiro para pegar minha nova carteira de motorista, colocar cartas no correio, pagar a faxineira, acertar a academia, ou seja, tudo que necessitava do dinheiro.
Cheguei no banco e pra variar não tinha lugar para estacionar o carro, rodei e acabei parando numa ladeira e aí precisava tirar o comprovante da área azul na esquina de cima. Quando andei até a máquina já estava com as pernas formigando e morrendo de calor. Bom pensei, "não vou voltar até o carro pra colocar esse papelzinho, descer tudo isso e depois subir até o banco?" E a coragem naquele calorão? Nem fui, entrei direto no banco. Alguns minutos lá dentro e de repente "terminal sem comunicação", não acreditei em pleno o Banco do Brasil e nenhum caixa eletrônico funcionando. E vem a mocinha de amarelo "gente o sistema caiu!" E numa fila enorme ouço, "olha não é um pouco irônico, Banco do BRASIL sem SISTEMA? Mas desde quando o Brasil tem sistema? Alguma coisa que não cai? Só não cai o Sarney mesmo porque o resto..."! Numa hora dessas a gente vê qual é a reclamação da população, ou melhor, a descrença.
Bom, saí dali e fui a outra agência do BB, mas o tal do sistema tinha caído geral. Pensei, putz que coisa estranha, não vai dar para fazer nada do que preciso, sem dinheiro $!
Fui pra casa e tomei banho pra sair mais cedo porque antes da aula de francês ia pegar o resultado do meu exame pra "ver se tem nenê" que tava marcado após as 16h. Mais um sufoco pra estacionar o carro, rodei, rodei e rodei. Até apelar, pro taxista da Santa Casa e pedir pra me deixar parar o carro na faixa deles, falei "olha é rapidinho, é só pegar o resultado de um exame!".
E lá fui eu naquele laboratório da Unimed, gente sem brincadeira fiquei estressada, primeiro na fila tinha uma criatura que não conhece as regras mínimas da educação, "furou" a fila e passou na minha frente. Na minha vez, a atendente disse que meu exame estava pronto mas faltava imprimir! Como assim? Não é de graça, a gente paga caro e ainda me fez esperar meia hora pra imprimir um exame que deveria estar pronto desde as quatro horas da tarde e já eram seis, esperei até as seis e meia e quase cheguei atrasada no francês.
Foi lá no laboratório que pensei, nossa que dia esquisito, parece que nada dá certo! Cheguei a ficar com medo de um sexto sentido que aflora de vez em quando. No francês faltou um monte de aluno então a professora nem deu duas aulas.

Cheguei em casa e o Baby estava deitadinho não se sentindo bem, o que também estranhei, porque mesmo cansado ou estressado ele chega em casa cantando, desenterrando cada música brega!

Pedimos uma pizza e assistimos a novela. Nem deu tempo de jantar e bum o breu se instalou por horas e horas aqui. Terminamos a pizza a luz de lanterna e confesso que não me senti muito bem naquela escuridão, me senti até meio tonta, sei que tonta sou por natureza, hehehehe, mas senti uma coisa esquisita, um certo mal estar, tontura no banheiro, sei lá, não gostei do apagão, tive que estudar francês com a luz da lanterna e acabei adormecendo.

Mas as quatro da matina, quando a energia voltou a luz do quarto acendeu e eu que tenho um sono levíssimo, despertei e não consegui me desligar fácil! Mas como de praxe dormi de manhã, confesso que prefiro, mas quando posso escrever aqui pra vocês meus queridos, ver emails, entrar no twitter, assistir tv de madrugada, mas quando não, que nem aconteceu ontem aí nem tem graça não é?

Logo que cheguei em casa comentei com o Baby sobre minhas encanações de um dia estranho, e quando a eneria se foi ele acabou concordando comigo. O dia finalizou com meio país no escuro, sinistro não é?

Ah, tava me esquecendo, como eu já sabia o exame deu "nada de nenê", agora preciso ligar pro meu doutorzinho, ele vai ficar chateado, mas é isso aí, confesso que estou preocupada com essa tal endometriose! Tem exatamente 39 dias que minha "monstruação" não aparece, será que pode ser da tal "ose", não a de sempre (esclerose) mas a nova (endometriose). Sei lá, quanto a isso estou perdidinha!!

Mas vamos em frente que atrás vem gente não é? Aos poucos tudo se resolve né? Por hoje fico por aqui pessoal!

Bom dia a todos!!

Beijinhos mil e até a próxima oportunidade!

2 comentários :

  1. Preocupa não, tem dia que só Jesus pra dar vitória.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. É asiim mesmo né Fátima! Tem dias que é melhor deixar com "Ele"!
    Bjs

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida