Google + VAMOS COMIGO? ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

25 de ago de 2009

VAMOS COMIGO?




Oie gente, tudo bem? Já vou começar o post de hoje, comentando uma coisa que observei ao entrar em contato com alguns portadores da minha cidade. Sabe, tem várias pessoas que tem a EM como companheira, mas ainda não assumiu. Não sei se é certo usar o verbo assumir, mas acredito que tenha sim um pouco de problema em assumir a sua esclerose múltipla.
Já sabemos que ela se apresenta de formas diferentes a cada pessoa, isso quer dizer a grosso modo, que tem pessoas melhores e piores do que a gente, em termos de incapacidade. Não podemos criticar ninguém, cada um sabe onde
"o sapato aperta" não é?
Mas percebi que muitas pessoas escondem a EM, até mesmo para se proteger, não ouvir barbaridades dos outros e não acharem que está usando a EM como justificativa.
Isso tudo faz parte da aceitação da doença, claro que você conta a quem quiser, mas percebo que existem pessoas que não querem aceitar que se não tem alguma limitação, provavelmente terá! Infelizmente é o curso da nossa EM. Até mesmo um excessivo cansaço é limitante, não é?
Acompanho sempre o Blog da minha amiga "capengada" Bruna e ontem ela postou um texto dizendo exatamente o que eu gostaria de ter dito a algumas pessoas. Achei de extrema importância o assunto para nós. Ainda mais que percebi o quanto a gente pode se ajudar "botando a boca no trambone"!
Pedi a ela que me deixasse colocar aqui o seu texto, para fazer parte da nossa homenagem a Conscientização e gentilmente ela me cedeu! Amei o texto e como forma ainda de homenageá-la como sendo mais uma guerrilheira como nós, aí está!

"Liberte-se!
Oi amigos, blz?
Aproveitaram bem o findi?
Estamos a menos de uma semana de um dia muito importante para os multiplamente esclerosados do Brasil. Dia 30 de agosto comemora-se o Dia Nacional de Conscientização sobre a Esclerose Múltipla, segundo a Lei 11.303/2006, sancionada em 11 de maio de 2006.
Esse dia é dedicado à movimentação, divulgação e eventos para que cada vez mais, mais brasileiros saibam o que é a EM, como se diagnostica, como se vive com ela e como ajudar seus amigos e familiares portadores de EM.
Em 2007, como já contei aqui , eu e mais alguns colegas publicitários fizemos uma campanha aqui na cidade, neste dia.
Então, seria interessante nos unirmos para trabalhar pela Conscientização neste dia. Enviem textos para jornais, visitem as rádios da cidade, conversem com seus amigos e vizinhos. Assim, a mobilização só vai aumentar.
Mas antes de divulgar e conscientizar os outros, os não portadores, está mais do que na hora dos portadores se conscientizarem da sua situação.
Conheço muitas (muitas mesmo) pessoas portadores de EM que não contam para seus familiares, seus amigos e escondem de si mesmo que tem a doença. Isso só leva a um atraso maior na recuperação. Afinal, para que você vai se tratar se você não admite que tem a doença?
Além disso, leva a depressão, porque na cabeça da pessoa que se engana, ela pode fazer tudo o que quiser da forma que sempre fez. E, como a EM traz diversas limitações, negar isso só traz frustrações.
No momento em que as pessoas próximas a você sabem das suas dificuldades e necessidades especiais, você ganha apoio, ajuda e tudo fica mais fácil.
Bom, se você acha que seus amigos não vão entender a sua condição, talvez esteja na hora de trocar de amigos, porque a doença, infelizmente, não some só porque você não fala nela.
Vamos nos conscientizar então das nossas limitações? Não acho que isso seja fácil. Mas adiar e se enganar não resolve nada.
Às vezes, a gente anda com um sapato apertado, machucando os dedos, doendo tudo, por achar que o chão é muito duro e vai machucar os pés. Mas quem arrisca a tirar os sapatos, descobre que o chão é mais macio e gostoso do que imaginávamos.
Viver com EM é difícil? É! Viver sem EM também é!
Talvez você ache que a EM está atrapalhando a sua vida. Mas será que "esconder" ela de si próprio e dos outros não machuca mais do que pedir ajuda? Pra que sofrer dobrado?
Se liberte! "Tire seus sapatos"! Aproveite a vida que lhe foi dada, com todas as suas dificuldades e felicidades.
Até amanhã!
Bjs


(Bruna Rocha Silveira)

Gente assino em baixo!!!

Essa questão dos amigos e familiares é muito importante, pois tenho amigos e familiares que se mostraram muito atentos a todas informações sobre a EM, mas na hora de mostrar que compreende as dificuldades, as limitações e até o modo de vida que "escolhi" para mim, eles não compreendem. E ainda acham que estão certos, que tudo que vem de mim é frescura, até mesmo a escolha. Vou expor aqui uma coisa chata que aconteceu.

Fumei desde os 17 anos até dois anos antes do diagnóstico por escolha minha. Sempre soube o mal que fazia, mas agora com a EM, eu posso multiplicar esse mal por 3 e não só por fumar, mas sabemos que o fumante passivo também está a perigo, aí está a lei antifumo para não desmintir. No meu caso tive recomendações do meu doutorzinho que junto com a minha psicóloga, me disse para evitar respirar a fumaça do cigarro. Que a doença poderia passar a ser progressiva com esse contato.
Por isso já fui chamada de hipócrita, já fui apontada, e até testada!!! Acreditam? O que me deixou extremamente sentida e magoada!
Ou seja, meus queridos leitores fumantes, não é nenhuma hipocrisia, mas é o que eu sou hoje, depois de tanto perrengue que passei com a EM!
Bom, gente contei isso aqui pra mostrar que eu escolhi e escolho viver! E viver bem, obrigada! Quem quiser me acompanhar, tente compreender! Que ficarei muito feliz!!



Obrigada pela visita, beijinhos!
E até amanhã!!

2 comentários :

  1. Que orgulho, meu texto aqui...hehehe
    Parabéns por deixar de fumar. Isso faz um bem danado pra ti e pra quem está do seu lado.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Parabéns por parar de fumar Fabi!!!
    Temos que tentar, de todas as formas, ter uma vida melhor, mais saudável.
    Bjos amiga!

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida