Google + E A CORDA ACABOU ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

12 de jul de 2013

E A CORDA ACABOU

Oiê tudo bem?
 Aqui estou pra contar que depois de tumultuosas semanas com obrigações, compromissos e um rendez-vous, a minha energia que já estava querendo falhar se mostrando com sintomas de gripe finalmente falhou. Acordei na terça com a boca cheia de feridas, o corpo mole, a perna pesando toneladas e eu só querendo ficar encostada!
Voilà, eu estava com uma monstruosa herpes e uma fadiga terrível com esses sintomas na perna que guarda a lembrança de um surto, ou seja, seqüela. 
Acredito que com a experiência de seis anos convivendo com minha companheira diária, dá pra perceber certas coisas, porém não deixo de recorrer ao meu doutorzinho se caso essa sensação permaneça. Entretanto, a sensação de peso nas pernas acontece no fim do dia, onde me faz lembrar daqueles bonequinhos de corda que quando parava de cantar, correr, rodar, pular, era só rodar a corda que lá estava ele com a mesma "disposição". É nessa hora que dói a perna, quando a corda acaba.
Mas nesses dias estou sentindo que minha bateria arriou mesmo. Essa história de brincar no quente e sair no frio pra esfriar as idéias não deu muito certo. Estou aqui já há dois dias de molho! 
 Dias de forte fadiga, são aqueles dias que você pára tudo que está fazendo, e se entrega com toda a paciência ao nosso mundo. Por isso que paciência é uma virtude, faz parte da determinação em nossas vidas. Se quisermos melhorar dessas sensações temos que nos jogar literalmente nos braços de Morfeu. Pra conhecer um pouquinho dessa história.
Na mitologia grega Morfeu era um dos mil filhos de Hipno, o deus do sono. Ele tinha grandes asas como o seu pai, que fazia com que voasse por todo o planeta. Seu nome significa "a forma" e sua representação na mitologia é de ter o dom de se autotransportar ao redor da terra assumindo uma aparência humana, dessa forma se apresenta em forma de sonhos para aqueles que estão adormecidos. É por isso que se costuma dizer há séculos e em várias culturas, que quem cai nos braços de Morfeu tem um sono tranquilo e reconfortante, como se estivesse na companhia desse deus.
Voltando ao nosso assunto, nesses dias de "molho" e com uma herpes gigante na boca me lembrei de umas das primeiras consultas com o meu doutorzinho onde ele me perguntou se eu tinha herpes. E quando eu contei que desde de menina sempre tive, ele me contou de uma pesquisa que estava sendo feita pra saber a causa da EM e que poderia ser o 
contato com o vírus herpes zóster. Vocês conhecem essa pesquisa ? Tiveram o contato com o vírus ? De vez em quando aparecem essas feridas em vocês ? 
Eu me lembro de quando era criança e chegava no pediatra com essas feridas na boca e ele sempre dizia: "é uma febre interna", e como eu tive muita febre mesmo, interna, externa sei lá.
Eu sei que isso é viagem e também acho besteira a gente meros mortais perder tempo com isso se hoje existe coisa muito mais importante relacionada a EM, mas pra quem é curioso igual a mim aí está o princípio.
 A idéia seria a seguinte, onde o vírus Herpes Humana tipo 6 (HHV-6) entraria no sistema nervoso central depois de uma infecção na infância (Roseóla), e então, talvez em pessoas com predisposição genética, o vírus seria reativado na idade adulta, fazendo com que o sistema imunológico do indivíduo destrua a mielina do próprio corpo. No entanto, ainda não há evidências que o tratamento com agentes eficientes contra o HHV-6 terá um papel no tratamento da esclerose múltipla, porém ainda não se tem como certo de que seja este e não outro vírus que desencadeia a esclerose múltipla.
Isso tem algum significado pra vocês?
Bom gente, como vocês sabem ainda estou de "molho" por isso vou deixando vocês por aqui. Como já cai muito nos braços de Morfeu esses dois dias estou evitando um poquito, mas acho que vou me entregar mais uns minutinhos agora.
Tenham um ótimo fim de semana!!!
Muitos beijinhos...
E até mais meus queridos...

6 comentários :

  1. Olá Fabiana, ainda não tinha ouvido falar dessa associação da esclerose múltipla com herpes. Quando era criança sempre tive essas herpes simples na boca, aí há 5 anos atrás tive herpes zóster, associada ao SN, não conseguiram um diagnóstico muito preciso, por isso nem me deram muita explicação na época. Bom, tenho 28 anos e sou portadora de EM há 1 ano, e achei interessante sua abordagem, sou bem curiosa também, vou conversar com o neuro.
    Parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá
      eu também vou conversar com o meu médico pra saber se ainda suspeitam desse vírus.
      Abraços

      Excluir
  2. Oi Fabi, eu já tinha lido sobre essa possibilidade. Mas como eu não tenho nenhum vestígio desse vírus no corpo (fiz todos os testes) e nunca tive rubéola nem qualquer manifestação de herpes, já não explicaria o meu caso. Mas, talvez a EM possa ter múltiplas causas né...não sei...
    De qualquer forma, te cuida aí mulher!
    Eu gosto de pensar que eu sou que nem personagem de video game...tem dias que vai acabando a vida sabe...hehehehe
    Bjaum!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bruna,
      só agora que voltei aqui! Mas estou melhor, nada como se desligar por alguns dias né? Brigadão
      Essa foi boa de video game...rsrsrs
      Bjão

      Excluir
  3. Oi, meninas!

    Não pude deixar de ler os comentários. Sou portadora de E.M., tenho herpes simples (labial). Já tive várias doenças. Acredito na associação de doenças, stress e a falta de vit.D também.

    Gostaria de contactar pessoas que usam Gylênia.

    Tchau! MSP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oie

      você pode entrar nos grupo do facebook sobre esclerose múltipla que conhece um monte de gente mas a nossa companheira Tuka do blog http://umamaeesclerosada.blogspot.com.br/
      está usando.
      Espero que tenha sucesso!
      Bjinhos

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida