Google + O FRIO E A ESCLEROSE MÚLTIPLA ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

26 de jun de 2013

O FRIO E A ESCLEROSE MÚLTIPLA

Oie gente, em primeiro lugar quero agradecer todos as mensagens que recebi para que eu melhorasse logo. Muitíssimo obrigada meus queridos!
Mas confesso pra vocês que me senti bem melhor do final da semana passada até hoje que voltei naquela geladeira que é a sala onde trabalho.
Pra vocês entenderem melhor, trabalho como telefonista no pabx ao lado da sala de controle dos computadores, ou seja, ela precisa ficar numa temperatura bem baixa. E essa sala tem uma janela de vidro quebrada que dá pro pabx e faz uma corrente de ar congelante que vai direto pra minhas costas, por isso acho que minha garganta hoje voltou a doer.
E é sobre o frio mesmo que quero falar com vocês . Por acaso acontece com vocês de chegar o frio e algumas pessoas comentarem com vocês, na maioria das vezes alguém da família? Agora sim tá bom né? Você não fica melhor no frio? Sim posso falar que conheço muita gente que prefere o frio, gente que tem EM como companheira, eu até já fui uma delas. A gente sabe que o calor exacerba os sintomas e o fenômeno de Uhthoff comprovou isso.
Mas e o frio? No inverno a incidência dos surtos aumentam. Eu estou sentindo muita dor muscular, acordo com a panturrilha latejando como se houvesse feito exercício, as costas doem como se eu carregasse um saco de feijao na lombar. Por que feijão?  Porque me lembrei da musica do jumento em saltimbancos, lembram? rsrsrs
O corpo todo parece que está moído, para levantar da cama e ir até o banheiro é um aiaiai, porque está dificil de manter a coluna ereta, mas isso também porque estou meio fora de forma e por enquanto sem tempo de me dedicar a isso. Pelo menos até terminar essas provas e cursos.
No frio que está por aqui sinto as minhas extremidades, mãos, nariz e pés virando uma pedrinha de gelo, mas isso é por causa da minha síndrome chique a de Renault. Mas o que tá me ajudando muito são os chazinhos que estou tomando todos os dias, um a tarde na geladeira (meu trabalho) e outro em casa antes de dormir. Adoro o de maçã e canela hummm.
Para dormir dou a antiga dica de colocar uma manta no lugar do lençol para as costas ficarem bem quentinhas e a gente nao sentir aquele formigamento e arrepio pela coluna pra não sentir agonia. Eu confesso que depois de um surto com esses formigueiros eu fico um pouco tensa ao sentir elas subindo pelas costas.
No fim de semana, para aqueles que podem um vinhozinho tinto não há nada melhor pra esquentar, ainda com uma musiquinha pra balançar o esqueleto, esquenta mesmo e a gente se sente ótima!!!!
Até as dores dão uma trégua rsrsrs. Mas tem que ser moderado o vinho tinto porque ele é hipertônico, acelera nossos batimentos cardíacos e aumenta a temperatura, ou seja, pode exacerbar nossos sintomas e fazer a gente se sentir mal.
Na minha primeira vez em Paris, tomei uma taça em plena primavera e meu mundo girou rapidamente, e aquela leve fadiga deu o ar da graça. Foi a partir daí que me apaixonei pelo Rosé e até hoje é o meu preferido para nossa temperatura tropical. Esse frio é que faz tempo que não aparecia!
O negócio é a gente se aquecer e evitar o estresse, já que os surtos na maioria das vezes podem ser desencadeados pelo mal do século. Por isso devemos manter a mente sempre atenta, eu sei que é muito difícil no nosso dia a dia mantermos a calma em certas situações, mas já me peguei ficando nervosa por coisa tão pequena perto da nossa qualidade de vida que na hora que começo a sentir a respiração ofegante, o mundo começando a rodar (tontura) já é um sinal que o nervoso está afetando o meu organismo e para aquilo virar uma bola de neve e mexer com o meu emocional é muito fácil. Procuro respirar fundo e firmar meu pensamento "não vou ficar nervosa com isso", agora quando a coisa é grave, procuro agir, fazer alguma coisa pra solucionar o problema ou pedir ajuda  não mais ficar passando mal sem saber o que fazer, isso é angustiante e mais ainda estressante.
Mas acho que esse é assunto pra um novo post!
Bom gente vou deixando vocês por aqui!!!
Mil beijinhos quentinhos!!!!


7 comentários :

  1. Eu gosto do frio. Mas eu moro em MG e aqui não faz tanto frio assim.... rsrsrs
    Eu me sinto péssima e cheia de dores é com o calor. Mas realmente precisamos evitar o stress...
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Drika querida tudo bem? Nossa eu preferia o frio, mas agora eu tô com saudades do calor viu! Pelo menos a gente se acostuma mais fácil e sai da cama mais rápido....rs
      Bjão

      Excluir
  2. Olá!!!, Deus seja contigo,amei o seu blog e post maravilhoso sucesso, já estou te seguindo. CONVIDANDO VOCÊ PARA UM SORTEIO NO MEU BLOG, DE 1000 SEGUIDORES ERA A MINHA META COM 1000 SEGUIDORES EU FAZIA UM SORTEIO, E AGRADEÇO A DEUS E A VOCÊ QUE MIM SEGUE E AQUELES QUE VÃO MIM SEGUIR. Aguardo retribuição
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nequéren,
      que Deus esteja conosco! Amo um batom vermelho também!!!
      Bjs

      Excluir
  3. Esse post me ajudou a entender algumas coisas... Estou com uma rotina muito corrida e basta que eu desacelere que passo até um dia inteiro em cima da cama (como hj, por exemplo)... Achava que não havia motivo para isso, vez que minha médica disse que apenas o calor me prejudicaria... mas nada explica essas dores no corpo.... Agora, já consigo entender algumas coisas. Obrigada

    ResponderExcluir
  4. Gente, passo mal com ambos. Moro no Rio e quando chega o verão é aquela fraqueza. Agora, sou de Petrópolis e todos sabem que no período do inverno não apareço, pois sinto um frio de louco e minha perna logo dá problema. Boa sorte pra todas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Priscila acho que estou assim também, esse ano o frio me deixou com muitas dores e sensações esquisitas!!!!
      Boa sorte pra nós mesmo !
      E obrigada pelo seu comentário !!!
      Bjs
      Fabi

      Excluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida