Google + E QUE VENHA A FADIGA ~ A VIDA COM ESCLEROSE MÚLTIPLA

Youtube

1 de fev de 2011

E QUE VENHA A FADIGA

Oi gente espero que estejam todos bem meus queridos, fiquei fora do ar todo esse tempo pois tudo que precisei fazer se acumulou e não tive tempo (nem forças) pra estar com vocês. 
Bem, logo que terminei o último post do dia 25 de janeiro que houve um probleminha na hora de publicá-lo e vocês só conseguiram visualizá-lo no dia seguinte, eu recebi um email da escola avisando que a atribuição seria na quinta-feira dia 27. Portanto, na quinta-feira já me mandei com o meu papa e minha maman pra Piracicaba bem cedinho.
Na escola foi tudo tranquilo, claro que ainda tive que explicar mais algumas vezes o por que de estar afastada tanto tempo e ainda notar a desconfiança de algum professor com essa história. Mas confesso que quero que se danem se não acreditam no que tenho ou no que estou tentando fazer. Mas isso também já é uma outra história.
Bom, lá mesmo fiquei sabendo que não terei problema com a minha carga horária, tenho a carga completa e não terei que mudá-la por estar de licença. Apenas não posso pegar a carga suplementar, mas devo ampliar a jornada até as 33 hs/aula para permanecer com a mesma carga horária, é complicado, mas resumindo não vão mexer no meu ordenado, ou seja, graças a Deus! Na escola consegui pegar 27 e o que faltou tinha que preencher em outra escola.
Mas para isso tive que passar por aquele inferno de atribuição na diretoria de ensino, gente sem exagero, o que era pra ser mais fácil piorou! 
Marcaram pra gente estar lá 13:30 pra começar a chamar por ordem classificatória e começou as 16 horas, ficamos em pé num pátio de escola, vários professores esperando sem paciência.
Havia alguns bancos virados de cabeça pra baixo que os professores pegaram e improvisaram um canto pra sentar e esperar num calor de 34C°. Ninguém nos dava nenhuma satisfação, até que uma mulher pegou o microfone e ao invés de explicar o que estava acontecendo nos disse pra entrarmos nas salas de aula "Assim vocês podem esperar sentados!", aquilo gerou uma pequena revolta onde os professores por alguns minutos vaiaram, um ou outro gritava "É uma palhaçada mesmo!" e eu ajudei sem nenhum sucesso, "Vamos todos embora!". Mas é claro, que só desabafo pois sabemos que o primeiro que dança nessas ocasiões são os professores não é? Vejam a notícia no jornal de Piracicaba.
Bem, de ouvir os murmurinhos de cada um que passava ficamos sabendo sobre o problema, tentaram fazer uma atribuição informatizada que não funcionou e na última hora tiveram que fazer tudo manualmente. Foi um drama! Super cansativo naquela posição e naquele calorão, eu nem enxergo direito. É impressionante como a minha vista muda completamente em Piracicaba, tem o calor e claro o nervoso, a impaciência! 
Olha gente estou nessa já tem quatro anos e nada dessa readaptação que tem pelo menos 1 que entramos com o processo, que o médico de Pira assinou e carimbou, olhem aqui pra relembrar. 
Até que lendo aqui, nem é muito, mas lá naquele inferno, eu só pensava "Ano que vem, senão sair essa coisa, eu me aposento! Em 2012 eu não volto aqui". O colega que fiz lá há dois anos, não se conformou em me rever, me disse "Tinha certeza que você estava readaptada, afinal o seu caso, não tem outro jeito, é uma doença grave, sem cura e incapacitante!" e eu respondi: "Pois é, todo mundo achou!".
Bem, mas esse ano não foi tudo tão péssimo, pelo menos na hora que entrei na sala, a supervisora, que por a caso é minha xará, me chamou e disse "Fabiana só você aqui é capacitada para pegar as aulas de sociologia e tem uma pasta cheia, vou perguntar se eles se importam de você passar na frente, assim você já resolve e vai embora!". Lembram dela? Pra quem quiser lembrar clique aqui.
E graças aos meus companheiros professores, fui atribuir as minhas aulas e como a escola já estava fechada perguntei se podia mandar o documento pelo correio ela me disse: "Liga pra escola e conversa com a diretora afinal você nem vai dar essas aulas, pra que vir aqui se apresentar?" Precisou de 4 anos pra eles aprenderem finalmente, sempre me fizeram voltar pra entregar um papel e dizer "Olha eu estou afastada, não vou dar aula!", mas finalmente entenderam.
Hoje liguei na escola e expliquei à secretária o que estava acontecendo ela mesma disse "Não precisa vir aqui só pra isso, me mande pelo correio e coloque o seu telefone!". Ufa, respirei até melhor e voltei pra cama! Que delícia, agradeci a ela com toda a minha educação do fundo do meu coração e disse a ela que ela não sabia o bem que estava me fazendo! Acho que ela não entendeu nada!
Mas agradeço um dia a menos de cansaço que contabiliza uns 3 pelo menos! Ainda mais que juntou a ajuda que estava dando pra minha mãe com as meninas, as minhas princesinhas, depois o aniversário do meu Baby que comemoramos numa super balada com os amigos sábado e agora essa atribuição.
E dá-lhe fadiga!!!!
Agora vou descansar mais um pouquinho porque ainda não acabou minha jornada a Piracicaba, semana que vem volto lá!
Grandes beijinhos pra vocês meus queridos
espero voltar logo e até mais...

Em tempo: O filme que vou sugerir para vocês é uma gracinha e vale super a pena assistir esse pra depois ver o próximo que seria a continuação. Super leve e cheio de cenas divertidas e pra quem curte um pouquinho de cultura, ele mistura um pouquinho de cada cultura de uma maneira bem leve e com humor!

Albergue Espanhol

título original: (L'Aubergue Spagnole)
lançamento: 2002 (França, Espanha)
direção:Cédric Klapish
atores:Romain Duris, Judith Godrèche, Audrey Tautou, Cécile De France.
duração: 115 min
gênero: Comédia Romântica
Tenham uma ótima sessão!!!

12 comentários :

  1. Ainda bem que é uma vez ao ano né Baby, agora é só descansar e recuperar as energias... E a dica de filme é ótima... Adorei esse filme que assistimos juntos pela sua indicação claro.

    ResponderExcluir
  2. Que jornada hein amiga?! Affffff....
    Ainda que é só uma vez ao ano e se Deus quiser isso vai acabar.
    Agora descanse bastante pra recuperar as energias e voltar pra cá, firme e forte!
    Adoro vc amiga!
    Bjão!!!!

    ResponderExcluir
  3. Olá Fabiana,
    Você é concursada?!? Isso é para designação??? Eu tbm sou professora e por causa da fadiga pedi para trabalhar no período da manhã, mas com a mesma função (eu só tenho um cargo). A perícia consentiu e me deu um atestado com o nome de readaptação funcional. Vc acredita que quando fui procurar a tal vaga no período da manhã a responsável pela lotação falou que o meu caso NÃO era de readaptação funcional e que o médico tinha preenchido errado. (!?!?) A gente fica igual uma bolinha de ping pong sendo jogada prá lá e prá cá. Eu acabei mudando para manhã, mas ainda estou em dúvida... A verdade é que a gente não entende essa corja... Desculpe, mas eu estou com raiva...
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. É Baby
    uma vez por ano que vale pelo ano inteiro! Credo!
    Mas fazer o que né? Agora vou repousar mesmo, é só o que consigo fazer! Sorte minha que tenho você ao meu lado sempre!
    Amo-te
    Beijokas
    Fabí

    ResponderExcluir
  5. Deus te ouça Rê querida!
    E você como está?? Pensei muito em você esses dias!
    Também adoooro você!
    Mande notícias...
    Beijão da sua amiga
    Fabí

    ResponderExcluir
  6. Oi Drika
    Eu sou concursada sim, mas fui designada em 2006 e assumi o cargo em 2007. Eu confesso que não entendi direito o seu caso, a minha readaptação funcional foi pedida para que eu pudesse continuar a trabalhar mas fora da sala de aula, onde voltei depois da EM e não deu muito certo, porém ainda não saiu nada desse processo. Estou aguardando impacientemente!
    Mas no seu caso, você continuou dando aula e apenas pediu para ser só de manhã? Por que precisou de atestado? Cada coisa nessa profissão que não compreendo, eles dificultam tudo!!!
    Com razão está com raiva!
    Beijos
    Fabí

    ResponderExcluir
  7. Fai, bom saber que vc estah na ativa! parabens! Mesmo que para isso vc tenha que passar por coisas que, decididamente, "ninguem merece"!!!
    Meu bebezinho nasceu! Passa l´a no blog para saber um pouco da nossa historia!
    bj grande
    Maira

    ResponderExcluir
  8. Olá Fabiana,
    No meu caso eu estou bem para continuar em sala de aula (pelo menos por enquanto), mas passar para o turno da manhã iria me ajudar demais (por causa da fadiga). Mas a V... da diretora não quis me ajudar e nem mesmo quiseram me ajudar na Regional da minha escola. Me convidaram (coagiram) a passar por uma perícia médica (acharam que eu estava mentindo?!?) para conseguir a vaga da manhã, e nem assim queriam me mudar.... Eu me senti um objeto... Na verdade eu penso que infelizmente as pessoas sobem um degrauzinho de nada e já pensam que podem chutar quem está no degrau abaixo. ....foi um desabafo.
    Eu consegui de manhã em outra escola, mas confesso que fiquei triste e decepcionada com tudo.
    Bjs, Drika
    P.S: No final, continuo sem saber se era caso de readaptação funcional ou não. Mas pra que atestado medico então???

    ResponderExcluir
  9. Maíra querida
    quanto tempo, mas eu já tinha visto que seu Iuri tinha vindo ao mundo!
    Eu sempre dou uma rapidinha por lá....rs
    Mas agora que estarei mais sossegada vou ficar por lá mais tempo!!!
    Grande beijo no seu enorme coração e na testinha do seu caçula (agora)
    Fabí

    ResponderExcluir
  10. Nossa Drika
    pelo que entendi, a sua diretora tentou te tirar da sala de aula.
    Você é efetiva na escola dessa pessoa? Ou é professora OFA?
    Pois na hora que ela fala em readaptação, ela está sugerindo que você não tem mais possibilidade de dar aulas.
    Sei disso porque como estou nesse processo, fiquei ciente que só a diretora pode solicitar a readaptação para o professor ou senão o médico, como foi o meu caso.
    Portanto, acredito que ela achou melhor isso pra você. Mas lendo esse seu relato fiquei extremamente revoltada, pois é isso mesmo que você diz, elas se sentem muito poderosas com um cargo desses e se puderem atrapalhar a nossa vida, elas vão atraplhar. Pelo menos comigo foi assim também no início, a antiga diretora da minha escola fez de tudo pra eu desistir até que eu desisti mesmo, não tenho mais saúde pra isso! E não quero perder a qualidade da minha vida com essas bobagens, depois da EM aprendi que há coisas muito mais importante na vida!!! Não é mesmo???
    Força aí companheira!!!
    Beijão
    Fabí

    ResponderExcluir
  11. Oi Fabiana (respondendo),
    Eu sou efetiva na rede municipal da minha cidade. Acredito que nem a diretora da minha escola e nem os demais envolvidos quiseram me ajudar. Fiquei pensando se não era melhor eu ter tentado uma readaptação funcional mesmo. A fadiga é o que mais me incomoda. Vamos ver... Comecei a tomar medicamento (interferon) no início deste ano... E não sei como vou estar daqui prá frente.
    Como vc bem disse.... depois da EM aprendemos que há muito mais coisas mais importantes na vida....
    Obrigado pela força,
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Perguntinha que ficou "atrás da orelha": Você falou que o médico solicitou a sua readaptação funcional. O seu médico ou o da perícia??? Como vc estava???
    Bjs
    P.S: se quiser responder por e-mail é drikaufmg@gmail.com

    ResponderExcluir

Qualidade Vivida

Qualidade Vivida
Qualidade Vivida